Publicidade

Preços de combustíveis da Petrobras nas refinarias estão acima do mercado internacional, dizem consultorias

6, fevereiro 2023

Valores são decididos pelo presidente da companhia, junto com o diretor de comercialização e logística e o diretor financeiro e de relacionamento com investidores, além de passarem pelo conselho de administração O litro do diesel vendido nas refinarias da Petrobras está R$ 0,76 acima das cotações internacionais, o que indica espaço para uma redução de 16,8% no preço da estatal brasileira, segundo dados da consultoria StoneX que levam em consideração as cotações da manhã dessa segunda-feira (6).
No caso da gasolina, a StoneX também estima espaço para um corte. Segundo a consultoria, a gasolina vendida pela Petrobras está R$ 0,38 mais cara que a vendida no mercado internacional e, por isso, pode sofrer uma diminuição de 11,6%.
Preços de combustíveis da Petrobras nas refinarias estão acima do mercado internacional, dizem consultorias
Vaner Santos/EPTV
LEIA TAMBÉM
Presidente da Petrobras indica nova diretoria executiva da companhia
Petrobras reduz preço do gás natural para distribuidoras a partir desta quarta
Petrobras aumenta preço da gasolina para as distribuidoras
Outras consultorias também apontam que os preços da Petrobras estão acima do preço de paridade internacional (PPI).
Na manhã desta segunda, a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom) estimava que o diesel da Petrobras estava 18% acima da paridade, com necessidade de um corte de R$ 0,68 por litro, em média. Para a gasolina, a Abicom vê espaço para uma redução de 10% nas refinarias da Petrobras, o que equivale a um corte de R$ 0,29 por litro.
O Centro Brasileiro de Infraestrutura e Energia (CBIE) calcula que o diesel da Petrobras está 14,14% acima da paridade, enquanto a gasolina está sendo vendida no mercado interno com um prêmio de 8,86% em relação ao mercado internacional.
Ajustes mais recentes
O último reajuste de preços pela Petrobras entrou em vigor no dia 25 de janeiro, quando a companhia aplicou um aumento de R$ 0,23 no litro gasolina, que passou a ser vendida às distribuidoras em média por R$ 3,31. A alta foi de 7,46%.
O preço do diesel vendido nas refinarias da estatal está sem reajustes desde 7 de dezembro, quando o litro passou para R$ 4,49, depois de um corte de 8,91%.
Initial plugin text
Gestão de Jean Paul Prates
Os preços dos combustíveis vendidos pela Petrobras são decididos pelo presidente da companhia, junto com o diretor de comercialização e logística e o diretor financeiro e de relacionamento com investidores, além de passarem pela supervisão do conselho de administração.
Ainda não houve alterações nos preços desde que o novo presidente da estatal, Jean Paul Prates, assumiu, em 27 de janeiro. Prates indicou novos diretores na semana passada, mas os executivos ainda estão passando por aprovações internas antes de assumirem.

Fonte: G1