Publicidade

Altas em leite e medicamentos impactam inflação de maio

25, maio 2023
supermercados-do-país

Prévia da inflação desacelerou pelo terceiro mês seguido em maio, mas alimentos e medicamentos tiveram altas fortes, segundo o IBGE

Alimentos e medicamentos tiveram algumas das maiores altas do mês no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), prévia da inflação oficial. O índice foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (25/5).

O IPCA-15 fechou em 0,51% em maio, melhor do que as expectativas do mercado e registrando a terceira desaceleração consecutiva.

Quase 80% da inflação no período veio dos grupos Saúde e cuidados pessoais (1,49%) e Alimentação e bebidas (0,94%).

Os dois grupos foram os com maiores aumentos dentre os nove grupos pesquisados pelo IBGE, e responderam por 0,20 p.p. cada no índice do período.

Preço do leite sobe 6%

Nos alimentos, o leite longa vida foi um destaque, com alta de 6,03%. Após aumentos de preço fortes em 2022, a inflação do leite vinha apresentando queda no começo do ano.

Por sua importância na cesta de consumo dos brasileiros, o leite longa vida teve também o maior impacto individual na prévia de maio (de 0,05 p.p.), segundo o IBGE.

  • Dentre as altas de alimentos, outros destaques foram tomate (18,82%), batata-inglesa (6,60%) e queijo (2,42%).
  • Já o óleo de soja (-4,13%) e as frutas (-1,52%) estiveram entre as principais quedas.

Os alimentos vinham em trajetória de desaceleração nos preços nos últimos meses, que foi revertida na prévia de maio.

Ao todo, os preços da alimentação no domicílio subiram 1,02%, após terem tido queda em abril (-0,15%). A alimentação fora de casa também acelerou, indo de 0,55% em abril para 0,73% em maio.

Alta nos medicamentos

Outro destaque na prévia de maio foram novamente os preços dos produtos farmacêuticos (alta de 2,68% no período). Um reajuste de até 5,60% no preço dos medicamentos foi autorizado pela agência reguladora a partir de 31 de março, o que tem influenciado as variações desde então.

Além dos medicamentos, os itens de higiene pessoal subiram 1,38% em maio (alta maior do que os 0,35% de abril). Um destaque foram os perfumes, com alta de 2,21%.

Veja a variação por grupos no IPCA-15

  • Índice Geral: 0,51%
  • Saúde e cuidados pessoais: 1,49%
  • Alimentação e bebidas: 0,94%
  • Habitação: 0,43%
  • Despesas pessoais: 0,40%
  • Vestuário: 0,35%
  • Educação: 0,07%
  • Comunicação: 0,02%
  • Transportes: -0,04%
  • Artigos de residência: -0,28%

O que é o IPCA-15

Considerado a prévia da inflação oficial, o IPCA-15 diz respeito ao período entre a segunda quinzena de abril e a primeira quinzena de maio. Neste mês, os preços foram calculados pelo IBGE entre 14 de abril e 15 de maio de 2023, e comparados com o período referência do mês anterior.

Fonte: Metrópoles