Mato Grosso do Sul

Após ameaçarem matar usuários, traficantes são presos

Três pessoas, sendo dois homens de 31 anos e uma mulher de 29, foram presas em flagrante em Água Clara, a 193 km de Campo Grande. As prisões são por tráfico de drogas, associação para o tráfico e tortura. Os três são suspeitos de abastecerem grande parte das bocas de fumo da cidade e por ameaçarem matar usuários para que escondessem entorpecentes.
A prisão foi feita pela Delegacia da Polícia Civil, nesta terça-feira (23), depois de monitoramento e trabalho de inteligência da equipe. Por causa do monitoramento, os traficantes ficaram com medo de serem descobertos e começaram a esconder as drogas nas casas dos usuários que compravam nas bocas de fumo.
Pessoas que não conseguiam pagar as dívidas por droga eram os escolhidas para armazenar o estoque de entorpecente da associação criminosa. Os traficantes ameaçavam matar os usuários, caso eles não escondessem as drogas.
Um desses usuários foi descoberto pela polícia e confessou que tinha uma dívida alta com os traficantes e que havia sido ameaçado, por isso, estava escondendo oito tabletes de maconha na casa que vive. Com as informações, a polícia conseguiu prender os três traficantes.
Ao todo, foram apreendidos sete quilos de entorpecente, diversos celulares e um veículo que era utilizado para abastecer as bocas de fumo. Dois dos autuados já tinham passagem por tráfico de drogas e todos irão responder, além desse crime, por associação para o tráfico e tortura, na modalidade de forçar outrem, mediante violência ou grave ameaça, a cometer ação ou omissão de natureza criminosa. Eles seguem presos e à disposição da Justiça.