Falando em Gastronomia

, por Andre Nardo

Costumo dizer que o profissional de gastronomia é uma pessoa, por vezes, esquisita. Somos pessoas geralmente hiperativas, sempre procurando algo pra fazer, sempre lendo, falando, comendo e discutindo sempre sobre o mesmo assunto: comida e bebida.

Tiro como exemplo eu mesmo! Sou sócio de restaurante, professor de gastronomia, personal chef, membro ativo de três associações ligadas à alimentação e tudo que gira em torno dela, estudo e apoio pequenos produtores, trabalho com eventos, escrevo sobre gastronomia e vira e mexe recebo convites para outras coisas e NÃO CONSIGO dizer não!

E isso é uma regra entre os profissionais desse meio intrigante, cansativo e apaixonante que é a gastronomia. Estamos sempre cansados, mas sempre satisfeitos com nosso trabalho. Nos raros momentos de folga que temos, logo vamos para nosso habitat mais do que natural: a cozinha. Sim, descansamos carregando pedras.

Importante ressaltar que para sermos os profissionais completos que o mercado nos exige ser, devemos estar sempre nos atualizando sobre os mais diversos itens, desde produtos de limpeza e equipamentos até novas técnicas culinárias e novos fornecedores.

Falando em fornecedores, esses devem ser sempre nossos melhores amigos, afinal somos cozinheiros e não mágicos! Não tem como produzirmos uma refeição de qualidade sem que tenhamos uma matéria-prima de excelência.

A proximidade com os fornecedores é algo fundamental e deve ser muito mais do que uma relação comercial, deve ser uma situação onde ambos entendem seus papéis e sua importância na cadeia produtiva de alimentos onde o personagem principal é VOCÊ, nosso cliente do dia a dia, que nos confia à responsabilidade de alimentar toda sua família e que nos reserva todas as comemorações e datas mais especiais.

Essa é a maior função de todos: proprietários, gerentes, garçons, cozinheiros, auxiliares, lavadores de prato e todas as outras funções do setor. Estamos aqui para servir, para proporcionar grandes momentos de alegria, muitos sorrisos e, principalmente, muitos pratos vazios. Pois só assim sabemos que realmente gostaram de nossa comida

André Nardo

É chef de cozinha formado pela escola Le Cordon Bleu de Londres, proprietário do restaurante Divino Prato e da cafeteria Letras Du Café, professor universitário de gastronomia e membro atuante da ABRASEL-MS, Slow Food Conviviun Campo Grande e ACPP – Associação dos Cozinheiros Profissionais do Pantanal.

já curtiu?