Mato Grosso do Sul

Energisa informa que prazo para conserto de rede e regulação de energia é indeterminado

Conforme explica o presidente da Energisa, Marcelo Vinhaes, ainda não há um prazo definido para a solução definitiva do déficit de energia no Mato Grosso do Sul. A tempestade que ocorreu na tarde de sexta-feira (15) fez com que 4 mil residências e empresas ficassem sem energia. Em relação à situação geral, Vinhaes relata que a maioria dos problemas é causada pela queda de uma árvore inteira na rede elétrica. “Todas as equipes estão mobilizadas e estamos indo para o local. Em relação às árvores, é um serviço complexo porque precisamos avaliar cada caso, o que leva muito tempo”, disse. De acordo com a Energisa, nos oito anos de atuação do franqueado, o cadastro hoje é o dos mais afetados. Na capital, moradores informaram o relato de Santa Dorotheia, Arnaldo Estêvão de Figueiredo, Amambaí, Guanandi, Jardim dos Estados, Centro, Parati, Bela Vista, Vila Sobrinho, Leblon, Coronel Antonino e Vila Ferroviária.