Mato Grosso do Sul

Reforço reduz morte do grupo de risco, mas outros grupos terão 3ª dose somente em 2022

Como o estado passou a usar doses de reforço de anticoronavírus para determinados grupos que completaram o primeiro ciclo de vacinação, em meados de agosto, o número de óbitos pela doença diminuiu em todas as faixas etárias.
No entanto, a "terceira dose" só deve ser estendida a outros públicos no ano que vem. Vale lembrar que as instruções são para o uso do imunizante adicional a partir do 4º ou 6º mês após a última vacina. Com o avanço da vacinação de jovens considerados mais resistentes, além da queda da imunidade dos idosos, as mortes mais comuns são de idosos, em média. Agora, essa situação é uma das quedas para todas as faixas etárias.