Mato Grosso do Sul

Nível do Rio Paraguai é estabilizado por causa de chuvas na região do Pantanal

As chuvas que atingiram a região do Pantanal em Mato Grosso do Sul nessa semana diminuíram o impacto da seca histórica registrada na bacia do Rio Paraguai. O Serviço Geológico do Brasil vem monitorando a situação e pelo 3º ano consecutivo a região não apresentou a habitual cheia.
A altura do Rio Paraguai em Ladário, localizado a 419 quilômetros de Campo Grande, chegou a registrar 56 centímetros negativos nessa segunda-feira (11), conforme o indicou o Centro de Hidrografia e Navegação do Oeste, vinculado às Forças Armadas. Terceiro índice mais baixo em 110 anos.
O Serviço Geológico Brasileiro estimou à época que a corrente atingirá 59 cm negativos nesta semana. No entanto, as fortes chuvas que atingiram a área impediram uma queda diária de 2 cm, e o rio se estabilizou em um valor positivo de 58 cm, mínimo registrados nesta época do ano. Na zona de Porto Murtinho, a 454 quilómetros da capital, o nível das águas subiu 1 cm esta semana. O segundo menor registrado em toda a série histórica de dados foi de 82 anos. Segundo Marcelo Parente Henriques, pesquisador de geociências, as chuvas já começam a mostrar seus efeitos. Nas próximas semanas, espera-se chuvas mais estáveis ​​na Bacia do Rio Paraguai, portanto, é provável que a tendência de níveis de água estáveis ​​continue e em breve se tornará mais alta.