Nacional

Varejo físico na semana do Natal têm pior resultado desde 2003, diz Serasa


Queda foi atribuída à chamada segunda onda de contaminação pelo coronavírus, o que teria afugentado o consumidor das lojas. Comércio de Piracicaba durante o período de vendas de Natal.
Leon Botão/G1
As vendas do varejo na semana do Natal, entre 18 e 24 de dezembro, caíram 10,3% em 2020, na comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo indicador da atividade do comércio da Serasa Experian. É o pior desempenho desde 2003, quando a série histórica do dado foi iniciada.
De acordo com o birô de crédito, o número se refere ao “varejo físico”, ou seja, vendas nas lojas.
Black Friday: e-commerce gera expectativa de vendas recordes
Em nota, a Serasa atribui a queda nas vendas à chamada segunda onda de contaminação pelo coronavírus, a partir da segunda metade de novembro, o que teria afugentado o consumidor das lojas.
Além disso, parte das vendas de Natal acabou sendo antecipada pela Black Friday, que teve um desempenho considerado razoável em 2020, com alta de 6,1%.
VÍDEOS: Últimas notícias de Economia

Fonte: G1