Internacional

Inflação da zona do euro em julho é revisada para 1,3%

Índice permanece abaixo do que é esperado pelo Banco Central Europeu, mais próximo de 2%

Os preços ao consumidor na zona do euro subiram em junho um pouco mais do que previsto inicialmente, mostraram dados nesta quarta-feira, mas a inflação ainda está abaixo da melhora que as autoridades buscam.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, informou que os preços nos 19 países da zona do euro subiram 1,3% em junho sobre o ano anterior, contra preliminar de 1,2%. Em maio a inflação foi de 1,2%, menor nível desde abril de 2018.

No mês, os preços avançaram 0,2%, pouco acima da previsão do mercado de 0,1%.

O Banco Central Europeu, cujo comitê de política monetária se reúne na próxima semana, busca uma taxa próxima mas abaixo de 2%.

A Eurostat informou que o núcleo da inflação, que o BCE acompanha para as decisões de política monetária e que exclui os componentes voláteis de alimentos e energia, foi de 1,3% em junho sobre o ano anterior após taxa de 1,9% em maio.

Fonte: Exame