Internacional

Review: Novo Kindle é o que sempre deveria ter sido

Novo modelo básico traz o essencial para a leitura de livros digitais

O Kindle é o leitor de livros digitais da Amazon. Seu primeiro modelo chegou ao mercado global em 2007. Ele surgiu como um único modelo e se expandiu para uma família de produtos, cada vez com mais recursos. Na sua décima edição, o Kindle mais simples mudou para melhor. Confira nosso review do produto a seguir.

Design

O novo Kindle mais básico da Amazon é diferente dos antecessores. À primeira vista, a mudança de cor é o que mais chama a atenção. Durante a última década, o leitor de livros digitais, em seus diferentes modelos, era preto. Agora, na sua décima geração, ele chega na cor branca.

A pintura é menos suscetível a marcas de uso do que nas versões passadas. A construção do aparelho é também de maior qualidade. Basta já ter usado um Kindle dos mais básicos e pegar o novo modelo pela primeira vez para notar a melhoria.

A tela de seis polegadas continua a usar a tinta eletrônica, que oferece mais conforto visual para a leitura do que os displays de smartphones.

O conector de energia segue no padrão microUSB, apesar de praticamente todos os celulares Android já terem migrado para o USB Type-C. Isso não chega a ser um problema. Provavelmente você tem algum cabo compatível em casa e, se não tiver, a Amazon oferece um na caixa do Kindle.

Usabilidade

A principal novidade que deve agradar quem não quer gastar muito ao comprar um leitor digital é que agora o modelo mais básico do Kindle vem com iluminação. Essa característica era oferecida pela Amazon somente a partir da linha Paperwhite, uma versão mais cara. Com isso, o leitor de livros digitais pode ser usado com mais versatilidade. Dá até para ler em um ambiente completamente escuro graças à retroiluminação na tela do Kindle.

O lado bom da iluminação trás ao modelo mais básico uma duração de bateria parecida com a do Kindle Paperwhite. Dá para ler a semana toda com apenas uma carga na bateria, lendo uma hora por dia. Vale notar que, quanto mais forte for a intensidade da luz, mais bateria será consumida.

Rivais

O Kindle é um produto conhecido como sinônimo de leitor de e-books. Mas ele ainda tem rivais. Um deles é o Lev, da Saraiva, que tem preço similar e iluminação na tela. O Lev é conhecido por ser um melhor leitor para arquivos em formato PDF, o que pode ser um diferencial decisivo para a compra, caso você seja um estudante ou professor, por exemplo.

Vale a pena?

O décimo Kindle é o modelo que mais vale a pena de ser comprado entre todos os que são vendidos pela Amazon atualmente. O que pode fazer falta para você é proteção contra água, especialmente útil em dias de chuva intensa. Fora isso, o novo Kindle básico é, finalmente, o que sempre deveria ter sido.

Fonte: Exame