Internacional

Inflação anual da zona do euro se mantém em 1,2% em junho

Inflação está distante da meta do Banco Central Europeu (BCE), que é de uma taxa ligeiramente inferior a 2%

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da zona do euro subiu 1,2% na comparação anual de junho, permanecendo no nível de maio, segundo dados preliminares divulgados hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. O resultado veio em linha com a previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal.

A leitura prévia de junho mantém a inflação da zona do euro bem distante da meta do Banco Central Europeu (BCE), que é de uma taxa ligeiramente inferior a 2%, e aumenta a pressão para que a instituição volte a adotar medidas de estímulos.

Na semana passada, o presidente do BCE, Mario Draghi, sinalizou que a instituição poderá voltar a cortar juros e comprar ativos por meio de seu programa de relaxamento quantitativo (QE, pela sigla em inglês) se a perspectiva econômica da zona do euro não melhorar.

Apenas o núcleo do CPI do bloco, que exclui os preços de energia e de alimentos, registrou aumento de 1,1% em junho ante igual mês do ano passado. A projeção de economistas era de alta menor, de 0,9%.

PIB do Reino Unido

O Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido cresceu 0,5% no primeiro trimestre do ano ante o quarto trimestre de 2018, segundo dados finais publicados hoje pelo Escritório Nacional de Estatísticas (ONS, na sigla em inglês) do país.

Na comparação anual, o PIB britânico se expandiu 1,8% entre janeiro e março.

Fonte: Exame