Internacional

Desemprego na zona do euro cai a 7,7% em março, menor índice desde 2008

Já o Produto Interno Bruto no bloco registrou alta de 1,2% no 1º trimestre na comparação com 2018

A taxa de desemprego da zona do euro recuou de 7,8% em fevereiro a 7,7% em março, após ajustes sazonais, informou nesta terça-feira a agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam manutenção da taxa em 7,8%. O resultado registrado é o mais baixo desde setembro de 2008.

A taxa de desemprego de toda a UE recuou a 6,4% em março, de 6 5% em fevereiro, na mínima desde o início da série, em janeiro de 2000.

PIB avança 1,2% no 1º trimestre
O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro registrou crescimento de 0,4% no primeiro trimestre ante o quarto trimestre do ano passado. Na comparação anual, o PIB da região teve alta de 1,2%. Os resultados superaram as projeções dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal, que eram de avanços de 0,3% e 1,0%, respectivamente.

Na comparação anual, o PIB da zona do euro manteve o patamar de crescimento de 1,2% do quarto trimestre do ano passado. Ante o trimestre imediatamente anterior, o resultado mostrou aceleração já que o avanço do PIB no quarto trimestre ante o terceiro havia sido de 0,2%.

Fonte: Exame