Nacional

Dólar cai em dia de instalação da CCJ e Brexit em foco

Às 10:30, o dólar avançava 0,26 por cento, a 3,8266 reais na venda

O dólar avançava ante o real nesta quarta-feira, com expectativas pela instalação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Câmara dos Deputados, e com aversão ao risco no exterior ligada ao Brexit.

Às 10:30, o dólar avançava 0,26 por cento, a 3,8266 reais na venda. Na véspera, encerrou com queda de 0,66 por cento, a 3,8165 reais na venda.

O dólar futuro avançava cerca de 0,4 por cento.

Parte do movimento de alta reflete uma correção após três pregões consecutivos de queda, avaliou o sócio-fundador do grupo Laatus, Jefferson Laatus.

A reforma da Previdência deve começar sua tramitação no Congresso nesta quarta-feira, com a instalação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) prevista para 19h.

Líderes das bancadas, no entanto, já sinalizaram que a CCJ, primeiro colegiado que analisará o texto, só o votará depois que o governo mandar ao Congresso a proposta de reforma previdenciária de militares, o que está previsto para 20 de março.

“O mercado ainda fica atento com a declaração do (presidente da Câmara) Rodrigo Maia de que a votação na CCJ deve ser lá para o dia 27, 28 (de março). O mercado fica um pouco receoso, quanto mais se atrasa, pior é para a reforma. Isso tira um pouco a tranquilidade”, avaliou Laatus.

Como afirmou a equipe de estrategistas e analistas da XP Investimentos em nota, também está no radar a proposta de desvinculação de gastos anunciada pelo governo, após Maia manifestar preocupação de que isso pode prejudicar a mobilização necessária para aprovar a Previdência.

No exterior, há maior aversão ao risco por cautela ligada ao Brexit, após mais uma derrota parlamentar da premiê britânica, Theresa May, e antes de uma nova votação importante.

Parlamentares britânicos decidirão nesta quarta-feira sobre a possibilidade de deixar a União Europeia dentro de 16 dias sem um acordo sobre os laços futuros entre as partes. Na quinta-feira, será votado se Londres deve pedir à UE uma prolongação do prazo do Brexit, algo com o qual todos os outros 27 membros do bloco devem.

Agentes financeiros também monitoram eventual progresso nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China após o representante de Comércio dos EUA dizer esperar que as negociações com Pequim estejam na etapa final, mas alertar que ainda é possível que não haja acordo.

O Banco Central realiza nesta quarta-feira leilão de até 14,5 mil swaps cambiais tradicionais, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento de abril, no total de 12,321 bilhões de dólares.

Fonte: Exame