Internacional

Google pode lançar smartphone próprio neste ano

A cada ano, o Google se junta com uma fabricante de smartphones para lançar o Nexus. Os produtos da linha usam o sistema Android como o Google pensa nele, ou seja, “puro”. Os produtos da linha Nexus acabam sendo metade como pensado pela empresa e metade com a visão de uma fabricante de hardware—LG, Samsung e HTC foram algumas delas.

Mas imagine só se o Google pudesse pensar um smartphone por completo e ter o sistema Android rodando em um smartphone que seja exatamente como a empresa gostaria? Isso pode acontecer ainda em 2016, de acordo com uma reportagem do jornal inglês The-Telegraph.

O jornal afirma que falou com fontes que têm conhecimento sobre os planos do Google. A empresa, neste momento, estaria conversando com operadoras de telefonia móvel sobre a chegada de um smartphone com a marca Google.

O novo aparelho, de acordo com fontes, seria lançado até o final deste ano e daria controle total para o Google: design, especificações técnicas, entre outros aspectos.

Para analistas, o movimento do Google tem dois objetivos: manter maior controle sobre o produto final e aumentar a margem de lucro (o mercado de altos preços hoje é quase completamente controlado pela Apple).

“Eles estão preocupados que o Android está fragmentado e que precisa se tornar uma plataforma mais controlada. Acho que eles irão buscar esse controle, assim como a Apple faz”, disse ao Telegraph Bem Wood, analista na consultoria CCS Insight.

O texto do jornal ainda fala sobre o ciclo de tempo para atualização do sistema Android. Algumas fabricantes demorariam muito para permitir que o usuário baixasse a versão mais recente.

Números do Google mostram que a versão mais popular do seu sistema hoje é a 4.4 KitKat, que foi lançada em outubro de 2013. Com lançamento em meio de 2015, a versão mais recente, 6.0 Marshmallow, está presente em apenas 10% dos aparelhos com Android ao redor do mundo.

Por outro lado, 84% dos usuários de dispositivos da Apple estão com a versão mais recente do sistema, o iOS 9. Essa pode ser uma questão na qual o Google tem interesse de trabalhar.

Recentemente, o Google contratou Rick Osterloh, que era CEO da Motorola, para uma nova divisão de hardware da empresa. Hoje, ele seria o responsável pela equipe que estaria criando esse smartphone para ser lançado neste ano.

Por outro lado, é difícil que ele tenha tido envolvimento direto, já que sua chegada (ou volta, já que comandava a Motorola quando ela fazia parte do Google) é muito recente.

Fonte: Exame Abril